Foi por mim... Foi por você...

Autora: Debora Ottoni





Você já tentou se colocar no lugar de Cristo no dia de sua crucificação?

Na noite anterior à sua morte Ele se retirou para orar com os discípulos que foram incapazes de lhe fazer companhia, pois o sono lhes foi maior. Jesus, então, orou sozinho.

Enquanto orava, foi acometido por uma profunda angústia, tão profunda, que seu suor se transformou em sangue. "Pai, se queres, afasta de mim este cálice; contudo, não seja feita a minha vontade, mas a Tua”.

(Nós, quando nos deparamos com sofrimentos menores, só conseguimos pedir - e soberbos que somos, exigimos também - que o cálice nos seja afastado). Jesus foi traído por um dos seus e entregue para ser preso. Ele teve seu corpo amarrado e, a golpes de duras chibatadas a sua pele foi dilacerada, com instrumentos que tinham em suas pontas pedaços de ossos cortantes e ganchos de metal.

Ele gemia de dor enquanto era zombado, cuspido e aviltado. E para completar sua humilhação, uma coroa de espinhos foi colocada em sua cabeça.

(POR QUE E POR QUEM SOFRERÍAMOS ASSIM?)

Já li que a Cruz que Jesus teve que arrastar, tinha o peso de 30kg, 50kg e até de 70kg... Dizem que Ele caminhou por 400m, 500m, 700m e até 1.500 metros carregando aquela Cruz. Mas o caminho percorrido e o peso real daquele madeiro são incalculáveis.

Na Via Crucis toda dor em seu corpo e o peso da Cruz, eram do egoísmo, da mentira, da luxúria, do ódio, da ingratidão, da falsidade e da maldade do ser humano. Ele carregou sobre Si, todo o peso do pecado da humanidade.

Pregado na cruz, em prantos e em meio a dor, Ele puxava o ar que entrava em seus pulmões, mas não saía. Jesus estava envolto, por uma iminente asfixia.

Foi quando Ele clamou olhando para o céu, como um filho, orando com as dores de seus pequeninos em Sua alma: "Eloi, Eloi, lamá sabachtháni". "Deus meu, Deus meu, por que me desamparastes?" Tento imaginar o que os seus olhos viam durante todo esse percurso. O que seus olhos viram ao olhar pra Judas quando foi traído? O que seus olhos viram nos rostos daqueles que o açoitavam? O que Ele via nos olhos daquelas pessoas quando, com ódio e indiferença, cuspiam e zombavam dEle? O que Ele via do alto da Cruz, enquanto tentava respirar e lidar com a dor?

Ele nos viu. Em cada um que O rejeitou, que O humilhou, que O zombou, que O negou. Ele nos viu, também, nas lágrimas daqueles que choravam por Ele aos pés da Cruz. O QUE OS SEUS, OS MEUS OLHOS VERIAM?

Até o último suspiro, Ele nos amou. Até a última gota de sangue, Ele nos amou. Ele nos ama. Foi por mim. Foi por você.

E NÓS, SOMOS POR QUEM?





Sobre a autora:

• Cristã - Serva do Senhor Jesus

• Formação Evangelística e Projetos Missionários (JOCUM-Contagem/MG)

• Embaixadora da MGE Brasil / Canadá

Pedagoga

• Graduanda em Psicologia

• Especialista em Inteligência Emocional e Educação Socioemocional

• Idealizadora da HUMANAR - Consultoria Pedagógica e Desenvolvimento Pessoal

• Palestras/Workshops/Treinamentos

• Casada com Paulo, mãe da Sarah e do Arthur

25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo